Veja Agora 3 Tratamentos Naturais para Hipertensão / Pressão Alta

Você sabia que 1 a cada 4 pessoas sofrem de hipertensão arterial? Conhecida popularmente como pressão alta essa doença acomete homens e mulheres e se prevalece geralmente na idade adulta.

Você ou alguém que você conhece sofre desse mal? Caso sua resposta seja sim, saiba quais são as causas, os sintomas, o tratamento e quais são os cuidados necessários para quem é portador ou para quem deseja evita-lo.

Tópicos sobre hipertensão ou pressão alta que serão apresentados nesse artigo:

  • O que é?
  • Causas
  • Riscos
  • Sintomas
  • Cuidados
  • 3 Tratamentos Naturais
O que é Hipertensão ou Pressão Alta
O que é Hipertensão ou Pressão Alta

O QUE É A HIPERTENSÃO ARTERIAL OU PRESSÃO ALTA?

A pressão arterial nada mais é do que a força que o sangue exerce sobre as paredes das veias e artérias quando o coração está o bombeando. Um dos grandes perigos da hipertensão é que a maioria de seus portadores não apresentam sinais, sintomas ou incômodos aparentes mesmo quando suas leituras de pressão arterial estão em níveis perigosamente altos.

Como dados da leitura da pressão arterial é apresentado dois resultados, que se mede então, duas pressões diferentes. A pressão sistólica, que é a pressão arterial quando o coração bate, bombeando o sangue e a pressão diastólica, a pressão arterial quando o coração está em repouso entre os batimentos cardíacos.

Em classificações usuais tem-se alguns valores para diagnosticar uma pressão arterial normal, baixa ou elevada que se enquadram em fatores de risco ou não para hipertensão arterial, que pode ser descrita da seguinte forma:

– Normal: Menos de 120/80

– Pré-Hipertensão: 120-139 / 80-90

– Estágio 1 de hipertensão: 140-160 / 90-99

– Estágio 2 de hipertensão: 160 ou acima / 100 ou acima

CAUSAS DA HIPERTENSÃO.

Em uma grande parte dos casos de hipertensão, cerca de 90%, não se tem uma causa exata do problema, sendo apontado o fator genético como umas das causas da doença e segundo o Instituto de Hipertensão, quase por 95% dos casos são classificados como leve, no entanto, não se deve deixar de lado a atenção, ainda mais se você já é diagnosticado.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, a pressão se eleva por vários motivos, mas principalmente porque os vasos nos quais o sangue circula se contraem, elevando a pressão.

Existe uma lista relativamente grande dos fatores de risco para a pressão arterial elevada. O lado bom é que a grande maioria dos ricos de desenvolver hipertensão arterial estão dentro do nosso controle.

Alguns fatores de risco comum a hipertensão:

  1. Excesso de peso.

De forma simples de entender, imagine que quanto maior o seu peso corporal, mais sangue você tem e precisa para fornecer oxigênio e nutrientes para o seu corpo. A medida que o volume de sangue que está circulando em seu organismo é maior, a pressão nas paredes da artéria aumente e consequentemente a pressão arterial também aumento.

É fácil de entender que por mais que a pessoa engorde e fique maior, as veias e as artérias não conseguem se desenvolver em mesma proporção, por mais que estas sejam de certa forma “elásticas”, elas não aumentam proporcionalmente de diâmetro.

bannerPortal

  1. Idade.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o risco de hipertensão aumenta a medida em que a idade aumenta, seja por desgaste das artérias ou pelo conjunto de hábitos que prejudicam a saúde do corpo como um todo, como por exemplo, tabagismo, alcoolismo, sedentarismo entre outros.

Para os homens se torna mais comum a elevação da pressão arterial por volta dos 45 anos de idade e, já para as mulheres em torno dos 65 anos de idade. Vale ressaltar que até mesmo adolescentes podem desenvolver hipertensão, esses números são apenas o que é mais comum segundo os órgãos de saúde.

  1. Sedentarismo.

As pessoas que são inativas são mais propensas a terem leituras elevadas da pressão arterial. Quanto mais alto o seu ritmo cardíaco, mais dificuldade o seu coração tem de trabalhar a cada contração e mais força o sangue faz sobre as artérias.

Como consequência da falta de exercícios ou atividades físicas (sedentarismo) maior é o ganho de peso, que como você viu, é um dos principais fatores de risco para a hipertensão.

  1. Tabagismo.

O tabaco aumenta a pressão arterial de forma temporária e, com isso, se por períodos prolongados isso pode ocasionar danos as veias e artérias do corpo, reduzindo a capacidade destas de contrair e relaxar, estando diretamente relacionado com infartos entre outros problemas cardíacos.

  1. Ingestão excessiva de álcool.

Hoje já existem diversos estudos que mostram que o excesso de álcool é prejudicial a saúde e não apenas para a pressão arterial. Ingerir doses excessivas de álcool de forma regular pode afetar a pressão arterial de forma prejudicial.

  1. Antecedentes familiares.

E hipertensão tende a se tornar comum em famílias, ou seja, pessoas que possuem pais ou avós portadores de pressão alta têm uma maior chance de desenvolver hipertensão também.

  1. Portadores de Diabetes Mellitus.

Ainda não se sabe ao certo a relação entre o aumento da pressão arterial e o diabetes, no entanto, segundo o Instituto de Hipertensão esse está relacionado aos fatores de risco.

RISCOS DA HIPERTENSÃO ARTERIAL.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a pressão alta é uma das principais causas de infarto do miocárdio, insuficiência renal e AVC (Acidente Vascular Cerebral), e por isso o seu controle é tão importante.

Não apenas para estes problemas está relacionada a hipertensão, mas também um conjunto de condições perigosas a saúde, como por exemplo:

– Problemas oculares.

– Síndromes metabólicas.

– Problemas de cognição.

– Problemas de memória.

– Aneurisma: A ocorrência de pressão arterial elevada pode causar danos aos vasos sanguíneos, enfraquece-los e até mesmo formar protuberâncias, podendo formar aneurismas.

SINTOMAS DA PRESSÃO ALTA.

Como mencionado anteriormente no artigo, um dos principais problemas da hipertensão é que em grande parte das vezes a pessoa nem sabe que possui o problema. Esta é conhecida também como “assassina silenciosa”, porque acomete o indivíduo durante anos sem apresentar sintomas aparente até o momento em que acomete um órgão vital ou cause um dos males citados no texto.

A manifestação da hipertensão arterial sistêmica comumente só se manifesta quando há crises de pressão alta, o que pode ocasionar tais sintomas:

Sintomas de Hipertensão ou Pressão Alta
Sintomas de Hipertensão ou Pressão Alta

– Dor no peito.

– Fraqueza.

– Tontura.

– Zumbido no ouvido.

– Suor excessivo.

– Perda de sangue pelo nariz.

– Agitação constante.

– Visão embaçada.

– Náuseas e vômitos.

– Faltas de ar.

– Dores de cabeça.

– Entre outros.

É importante ressaltar que a prevalência ou ausência desses sintomas não são determinantes para diagnosticar a hipertensão, que só é confirmada com a realização de medições e exames específicos.

Se você sente algum ou mais desses sintomas, aconselho que procure o seu médico e peça uma avaliação para que o problema possa ser evitado ou controlado o quanto antes possível.

CUIDADOS PARA A HIPERTENSÃO!

Para que você tenha noção ao passar dos 45 anos de idade para os homens e 65 anos para as mulheres, a expectativa de vida geral do indivíduo portador de hipertensão é de 5 anos a menos do que os que possuem pressão arterial normal.

É de extrema importância entender que quem sofre de hipertensão arterial terá que tomar certos cuidados para manter o controle da pressão para o resto da vida, visto que em quase 90% dos casos não se tem uma única causa exata da doença.

Por isso exames de rotina e leituras frequentes da pressão arterial se torna tão importante, a fim de evitar que o problema se desenvolva ou se agrave.

Além dos cuidados básicos que devemos ter com a saúde como alimentação balanceada e praticar atividades física de forma regular, existem alguns pontos que devemos nos atentar para que o desenvolvimento da pressão alta se torna reduzida ou para manter o seu controle e a Sociedade Brasileira de Hipertensão nos deixa alguns cuidados que devemos tomar sendo intitulados até mesmo como “Os 10 mandamentos contra a Pressão Alta”, sendo listados a seguir.

“10 MANDAMENTOS CONTRA A PRESSÃO ALTA”:

  1. Meça a pressão arterial pelo menos 1 vez ao ano.
  2. Pratique atividade física todos os dias.
  3. Mantenha o peso ideal, evite a obesidade ou excesso de peso.
  4. Adote uma alimentação saudável: Sal e carboidratos de forma controlada, sem frituras e mais frutas, verduras e legumes.
  5. Reduza o consumo de álcool.
  6. Abandone o cigarro.
  7. Nunca pare o tratamento, é para a vida toda.
  8. Siga a orientação do seu médico ou profissional da saúde responsável que o acompanhe.
  9. Evite o estresse. Tenha tempo para a família, amigos e lazer.
  10. Ame e seja amado.

3 TRATAMENTOS PARA HIPERTENSÃO.

  1. ALIMENTAÇÃO BALANCEADA.

Para uma alimentação que favoreça não só o controle da hipertensão, mas também uma boa saúde alguns pontos devem ser atribuídos a sua rotina diária, tais como:

Alimentos ricos em fibras: Alimentos não processados ricos em fibras são ótimos a saúde como um todo, ajudando na limpeza do organismo, na saúde do intestino entre vários outros benefícios, sendo importante incluir alimentos tais como: legumes, folhas e verduras, além de frutas fibrosas e sementes.

bannerPortal

– Alimentos com baixo teor de sódio: O excesso de sal pode prejudicar a pressão arterial, ainda mais se refinado (contém antiumectantes e antiaglomerantes). Procure o seu médico para avaliar qual a sua necessidade de sal, alguns estudos apontam entre 1,5 e 5g de sal por dia em indivíduos saudáveis.

-Alimentos ricos em potássio: O potássio é um mineral importantíssimo a saúde do organismo, ajudando a regular a absorção de sódio e normalizar a pressão arterial, incluindo alimentos como abacates, bananas, melões entre outros alimentos. Verifique a tabela nutricional da Unicamp para buscar alimentos ricos em potássio.

– Alimentos ricos em ômega-3: Os alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3 como carnes, salmão e sementes (linhaça) além de desenvolver diversas funções no organismo ajudam a reduzir inflamações, o que favorece a saúde das artérias.

– Alimentos ricos em antioxidantes fenóis: Os antioxidantes naturais são grandes aliados da saúde, ajudando a combater radicais livres e inflamações e entre um dos mais poderosos está o fenol. Alimentos como chocolates de verdade, cacau em pó e uva por exemplo, são ótimas pedidas.

Assim como alguns alimentos devem ser incluídos na alimentação, outros devem ser retirados ou reduzidos da sua rotina, tais como:

– Gorduras trans. e gorduras omega-6: Estes tipos de gorduras aumentam a inflamação do organismo e a pressão arterial, encontrados principalmente em alimentos ricos em óleos vegetais e produtos processados, como por exemplo, óleo de soja, milho e canola, margarinas, biscoitos e etc.

– Açúcar: O consumo excessivo de açúcar não está atrelado somente ao aumento da pressão arterial, mas também ao ganho de peso, doenças crônicas entre vários outros problemas de saúde, sendo importante reduzir ou eliminar o seu consumo.

– Álcool: Como você já viu no decorrer do artigo, o consumo de álcool pode ser ocasionar efeitos negativos à sua pressão arterial, com isso, sempre que for ingerir opte por vinhos puros sem adição de açúcares ou conservantes, que estes ainda apresentaram os fenóis, aliados da nossa saúde.

Tratamentos para Hipertensão - Alimentação
Tratamentos para Hipertensão – Alimentação
  1. EVITE O ESTRESSE.

O estresse está entre alguns dos principais fatores de risco a diversas saúde, incluindo a pressão alta, com isso, evite o máximo que puder.

Alguns pontos que podem ajudar a reduzir os níveis de estresse são dormir bem, ter tempo livre para você, para a família e amigos, lazer e praticar atividades físicas.

Além destes citados acima, algumas práticas ante estresse são extremamente aconselháveis, como: meditação, ioga, trabalhos manuais e voluntários, além de lazeres do campo, como pescar e conversar por exemplo.

  1. PRATIQUE ATIVIDADES FÍSICAS DE FORMA REGULAR.

Já não é novidade para ninguém os diversos benefícios que praticar atividades físicas podem proporcionar a nossa saúde, como manter os níveis hormonais mais estáveis, melhor distribuição de oxigênio entre os tecidos e manutenção da pressão arterial.

Procure separar pelo menos 20 minutos do seu dia para praticar uma atividade física, seja caminhar, correr, nadar ou até mesmo praticar um esporte. Caso ainda não tenha costume, comece aos poucos, algumas vezes por semana e vá aumentando o tempo, a intensidade da atividade e a frequência no seu ritmo e em seu tempo, conforme seu corpo for acostumando com esse hábito.

AVISO IMPORTATE!

Devo avisá-lo que o conteúdo aqui apresentado tem como intenção, alertar e informar sobre esse mal e, não deve ser usado como substituto da prescrição de um médico ou profissional da saúde responsável.

Ufa, estamos chegando ao final desse artigo sobre hipertensão e pressão alta e espero do fundo do coração que você tenha gostado e que essas informações sejam relevantes para a sua vida.

Como você chegou até aqui, acredito que a saúde é um tema muito importante para você, assim como é para mim, então quero compartilhar o meu melhor conteúdo sobre emagrecimento.

Depois de passar anos estudando eu criei um método que possibilitou pessoas da minha família, amigos e mais 17.434 mulheres em todo o Brasil a voltarem usar as roupas que elas mais amavam e que estavam escondidas no fundo do guarda-roupas.

E muitas delas relatam perder de 3 a 11kg em 30 dias, sem passar fome e sem fazer exercícios, que é o caso da Aline, Josiane, Viviane e do Wesley e o mais importante, sem sofrer com o efeito sanfona.

Clique Aqui para conhecer o Novo Método de Emagrecimento que está Secando as Mulheres e junte-se a nossa família.

bannerPortal

Espero que esse conteúdo possa te ajudar de alguma forma, espero o seu comentário ou a sua dúvida aqui a baixo, um grande abraço. Gustavo Silva.

FONTES DE PESQUISA:

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha com a imagem abaixo * TimLimite de tentativas alcançadas