Como Acelerar o seu Metabolismo Utilizando a Tireoide?

tireoide

O QUE VOCÊ PRECISA ENTENDER SOBRE A SUA TIREOIDE?!

Se você precisa emagrecer ou simplesmente precisa melhorar a sua saúde, você não pode deixar de entender qual é a função da sua tireoide (ou tiroide) e qual é o papel dela no seu organismo.

Ela desempenha funções em todo o nosso organismo, os quais estão diretamente ligados aos órgãos mais importantes do nosso corpo, coração, cérebro, fígado e rins além de interferir no crescimento de crianças e adolescentes.

Deixar a sua tireoide trabalhando corretamente é um dos passos mais importantes para se construir um corpo verdadeiramente saudável.

tireoide
tireoide

TIREOIDE, O QUE É ISSO?

A tireoide é uma glândula que tem forma de “borboleta” e se localiza na parte de baixo do pomo de adão ou como todo mundo conhece, abaixo do “gogó”.

Ela possui um papel muito importante na regulação do nosso metabolismo e nas taxas hormonais. De maneira mais breve, os hormônios tireoides dizem ao nosso corpo como ele deve trabalhar (mais rápido ou mais lento) e como usar a energia que nós oferecemos a ele.

De certo modo, podemos dizer que a glândula tireoide tem pensamento próprio, pois se os níveis dos hormônios que ela produz estão baixos na corrente sanguínea, ela mesmo identifica, produz e secreta mais desses hormônios.

Quando os níveis estão elevados, ela para de produzir ou reduz a produção para que a taxa desses hormônios esteja em suas concentrações corretas dentro da corrente sanguínea.

Tome como exemplo o seguinte, imagine que a sua tireoide funcione como aqueles ares condicionados automáticos, ao qual mantem a temperatura do ambiente sempre controlada, quando a temperatura está acima do programado, ele começa a gelar o ar, e quando está abaixo, ele se desliga para que a temperatura volte ao nível desejado. (É um exemplo que não tem relação com saúde, mas acho que ajuda no entendimento de como a tireoide funciona). rs =)

PRODUÇÃO DE ALGUNS HORMÔNIOS

Essa glândula tão importante para nossa saúde produz basicamente dois hormônios principais, sendo eles T3 e T4, triiodotironina e tiroxina respectivamente.

Estes hormônios possuem funções sobre o funcionamento de todo o nosso organismo, porem possuem como papel principal regular o nosso metabolismo (atividade das células que produz energia e novos tecidos), ou seja, são eles os principais responsáveis por deixar o nosso organismo mais rápido ou mais lento.

Imagine como se eles fossem o acelerador de um carro, e quanto mais desses hormônios tiverem circulando na corrente sanguínea, mais fundo você pisa no acelerador.

Dessa maneira, os hormônios tireoides influenciam sobre o crescimento e a reconstituição celular, interferem nos batimentos cardíacos e mantem a produção de energia para os músculos e para o aquecimento do corpo.

Como já dito anteriormente eles possuem inúmeros funções dentro do nosso organismo, como por exemplo, ajudam o fígado a manter a corrente sanguínea com os níveis adequados de lipídeos (gorduras circulantes no sangue).

Como os níveis corretos desses hormônios ajudam o nosso organismo, baixos níveis podem causar um aumento do mau colesterol e uma diminuição de lipoproteínas de alta densidade (colesterol bom).

No nosso sistema digestivo esses hormônios aceleram a secreção de sucos digestivos e também aumentam as contrações musculares. Com isso, uma quantidade muito elevada desses hormônios tireoides, pode soltar o intestino e uma quantidade muito pequena pode prender o intestino.

O QUE CONTROLA A TIREOIDE?

O hipotálamo (pequena parte da lateral do cérebro) é o responsável por fazer a interação de substâncias produzidas pela hipófise (outra parte do cérebro) com os estímulos da tireoide para a produção dos hormônios T3 e T4, esses estímulos são desencadeados pela alimentação, onde o iodo é a substância de precursão destes.

A produção se dá a partir da alimentação que contém o iodo, normalmente este é adquirido em sua maior parte através do sal de cozinha, o qual é adicionado iodo em sua fabricação.

O início do processo de produção dos hormônios é devido a estímulos neurais vindos do próprio organismo ou de fora do corpo (receptores de frio e calor por exemplo).

A ativação do hipotálamo é que promove a produção de substâncias da hipófise que estimularam a tireoide e fará com que esta secrete (libere) os hormônios na corrente sanguínea.

O QUE ACONTECE QUANDO A TIREOIDE ESTÁ DESREGULADA?

Quando a tireoide não está trabalhando da maneira correta existe diversos riscos à saúde humana que devem ser levados em consideração para não ocasionar outras doenças mais graves como o câncer ou agravar as doenças específicas a tireoide que aqui serão explicadas, como tireoidite e bócio.

As mulheres apresentam até 8 vezes mais propensão a problemas na tireoide do que os homens, devido a baixos níveis de substâncias que protegem essa glândula, pois as mulheres, como vocês já devem saber, possuem dificuldade de armazenar e utilizar o zinco, que tem grande influência sobre a manutenção do organismo.

A tireoidite nada mais é do que uma inflamação da glândula que geralmente está relacionada ao hipertireoidismo (doença causada pelo excesso de hormônios tireoides) ou o hipotireoidismo (doença causada pela produção insuficiente de hormônios tireoides).

Hipertireoidismo

hipertireoidismo é uma condição onde a tireoide passa a produzir hormônios em excesso, fazendo com que o seu metabolismo acelera a níveis prejudiciais à saúde. Caso não seja tratado, este pode levar a problemas mais graves que envolvem o coração (batimentos cardíacos acelerados e irregulares, insuficiência cardíaca) e até mesmo osteoporose (doença de falta de cálcio nos ossos – esses hormônios produzidos pela tireoide possuem pequena funções relativas ao transporte de cálcio para os ossos).

Alguns sintomas do hipertireoidismo podem ser percebidos facilmente, como por exemplo, sensação de calor, aumento da transpiração, mãos tremulas, batimentos cardíacos acelerados, irritabilidade e ansiedade. Muitas vezes esses sintomas não são nem sentidos, por tem um hipertireoidismo bem leve, geralmente em crianças e idosos.

Uma das maiores causas de hipertireoidismo é uma outra doença genética chamada de “Doença de Graves”, onde ela estimula o aumento da tireoide e consequentemente o aumento da produção dos hormônios.

Hipotireoidismo

Já o hipotireoidismo (ou “tireoide hipoativo”) é uma condição onde a tireoide passa a produzir poucos hormônios, fazendo com que seu metabolismo desacelere e você deixa o seu o seu corpo propenso a armazenar gordura, pois desde o corpo em repouso e até em atividade, o gasto calórico é dificultado por há baixos níveis dos hormônios que estimulam o processo de emagrecimento. É o tipo de doença mais comum que afeta a tireoide. Causa cansaço e lentidão, sensação de frio, ganho de peso, constipação e irregularidades menstruais.

Na fase adulta, a doença de Hashimoto (condição onde o próprio sistema imunológico ataca e danifica a tireoide, fazendo com que esta não produza seus hormônios suficientemente) é a causa mais comum de hipotireoidismo.

Este também pode ser causado pelo tratamento com iodo radioativo ou por cirurgia tireoide, que são realizados para tratar outros tipos de distúrbios da tireoide e pode-se também ser apresentado o hipotireoidismo desde o nascimento, caso a tireoide não tenha se desenvolvido corretamente.

Quando não tratado, o hipotireoidismo pode levar a um mal desempenho físico e mental do indivíduo, podendo levar aumentar os níveis de colesterol e levar a doenças cardíacas.

COMO ESSAS DOENÇAS SÃO DETECTADAS?

É através de exames de sangue que medem a quantidade de substâncias e hormônios presentes na corrente sanguínea, que eles conseguem diagnosticar o quadro do indivíduo. É detectado o hipotireoidismo quando há baixos níveis do hormônio T4 relacionados a concentrações de outras substâncias.

Quando a pessoa apresente o hipotireoidismo por causa da doença do Hashimoto, os exames conseguem detectar a quantidade dos anticorpos que atacam a tireoide.

Já o hipertireoidismo é diagnosticado através de exames físicos conjunto com exames de sangue detalhando seus níveis hormonais, onde essa condição condiciona a presença de níveis elevados de hormônios T3 e T4 em relação as outras substâncias indicativas da doença. Esse quadro de doença também pode ser identificado através de exames que medem a quantidade de iodo que a sua tireoide está absorvendo do sangue, já que é o iodo o utilizado para produzir os hormônios T3 e T4.

O tratamento dessas doenças depende da causa, da idade, da condição física da pessoa e de quão sério é o problema de tireoide.

Existem técnicas e tratamentos que levam algum tempo para aumentar ou reduzir o tamanho da tireoide, os níveis dos hormônios entre diversos tipos de cirurgias e o tratamento com o próprio iodo.

Não aprofundarei sobre os tratamentos, pois qualquer problema de saúde que você possa vir a apresentar você precisa se orientar com o seu médico, além de que isso não é o foco desse conteúdo e sim como esse conteúdo pode te ajudar no seu processo de emagrecimento e na construção do seu organismo mais saudável.

RELAÇÃO DOS HORMÔNIOS TIREOIDIANOS COM O SISTEMA MUSCULAR

Existem evidências segundo alguns autores que os problemas de tireoides podem esta relacionados a alterações em enzimas do metabolismo que degradam (quebram) a glicose, tanto no sistema aeróbio quanto anaeróbico (presença e ausência de oxigênio respectivamente) que levam a uma disfunção muscular.

Um fator muito importante e limitante sobre indivíduos com hipotireoidismo é a diminuição de funções normais das células e consequentemente de todo o metabolismo energético do músculo.

Nisso foi percebido que o sistema cardiovascular e músculo esquelético sofrem alterações quando os hormônios da tireoide estão desregulados, pois o alvo principal dos hormônios tiroidianos afeta fortemente as fibras musculares, diminuindo o rendimento destes.

A principal consequência apontada é a redução da tolerância a atividade física e consequentemente a capacidade de realizar exercícios diariamente, impactando assim, a qualidade de vida do indivíduo, pois o seu sistema metabólico fica completamente defasado.

tireoide

O QUE PODE SE FEITO?

Para reverter a situação de problemas na tireoide existem uma série de tratamentos, como alguns dos citados no conteúdo acima, a questão é que é sempre saudável para o nosso organismo fugir de métodos substanciais (ingestão de remédios e outros), quando possível, para que você, através de um estilo de vida consigo colocar o seu organismo para reverter a situação de maneira natural, através da alimentação, exercícios, sono regulado e bons hábitos para controle do estresse.

Como nós sabemos, a alimentação é a base do nosso organismo. Se nós estamos apresentando alguma alteração ou disfunção no nosso corpo, que não seja por motivos genéticos, então é possível se reverter ou pelo menos minimizar em grande parte através da alimentação.

# SUBSTÂNCIAS E ALIMENTOS PARA FORTALECER A SUA TIREOIDE

1º Cálcio e Vitamina D

Um dos problemas de tireoide desregulada é o emagrecimento dos ossos, pois alguns hormônios tireoides estimulam o transporte de cálcio para os ossos e como estes não estão trabalhando corretamente, o problema aparece.

Busque o cálcio e a vitamina D em fonte vegetais também como espinafre e acelga, além das fontes lácteas. Tomar sol também estimula a sua produção de vitamina D, a partir das pré-vitaminas presentes na pele.

2º Iodo

Como você viu no texto, o iodo é uma das substâncias presentes nos hormônios produzidos pela tireoide, e com isso os níveis dessa substância precisam estar regulados para que ocorra o bom funcionamento da tireoide. Foi pode encontrar o iodo em maior concentração nas algas e no sal iodado (sal de cozinha).

3º Selênio

É um dos ativadores dos hormônios tiroidianos, apresentam papel sobre sua atividade. Boas opções para ingerir selênio no organismo é consumir nozes brasileira, em sua proporção correta (uma vez por dia).

Outras fontes riquíssimas em selênio são o fígado e os mariscos. Lembrando que tudo em excesso prejudica o nosso organismo e, aquilo que iria nos ajudar, pode vir a nos prejudicar ainda mais.

4º Zinco

Alguns estudos realizados em mulheres pela Universidade de Massachusetts indicaram que as mulheres apresentam problemas sobre a tireoide porque elas não apresentam a quantidade correta de zinco.

Segundo o mesmo estudo, a quantidade indicada de zinco sugerida por dia é de 10mg (miligramas). O zinco auxilia as glândulas á nível celular ajudando a replicação das células do DNA.

# 3 ORIENTAÇÕES PARA REGULAR A NOSSA TIREOIDE

1ª : Consuma peixes frescos

O consumo de peixes auxilia o bom funcionamento do nosso organismo de diversas maneiras, pois apresentam gordura magra, são ricos em ômega 3 e apresentam grande quantidade de proteínas e essas propriedades ajudam a regular os níveis hormonais do nosso organismo de uma maneira geral, fazendo com que as glândulas produtoras de hormônios passem a se ajustar a essa produção regulada.

2ª : Reduza o consuma de açúcar

Alimentos ricos em carboidrato (açúcar) estimulam a produção desenfreada de insulina (hormônio), fazendo com que os níveis de energia fiquem exilando, fato que contribui para desregular a produção de outros hormônios.

Procure fontes de carboidratos onde os alimentos estão mais integrais, pois estes possuem grande quantidade de fibras, que proporcionam a limpeza do intestino e levando embora parte dos minerais tóxicos que prejudicam os nossos tecidos, inclusive a tireoide.

3ª : Beba água

Ingerir as quantidades corretas de água, ajuda o organismo de diversas maneiras, desde a hidratação até a purificação do organismo através da eliminação de substâncias tóxicas através da urina.

Existem diversos estudos comprovando que o consumo de água diariamente em suas proporções indicadas, auxilia a manutenção e a renovação das células, ou seja, ajuda a formar células novas melhores do que as antigas que estavam prejudicando a sua produção hormonal.

Essas orientações me ajudaram quando eu mais precisei utilizar a minha tireoide a meu favor no meu emagrecimento, tenho certeza que elas iram te ajudar também.

Todos os dias eu sabia o que eu precisava fazer para atingir o meu objetivo, eu sabia que estava muito distante quando eu comecei, mas a cada dia que passava, a cada livro, artigo e conteúdo que eu aprendia eu sabia que cada vez mais eu me aproximava do meu objetivo.

Essas informações simples vão te ajudar a manter o seu organismo realmente saudável, a questão é que isso é só uma parcela do que eu precisei aprender para me tornar magro e verdadeiramente saudável, caso você queira saber mais, sobre como deixar o  metabolismo acelerado até que você atinja o seu peso ideal, eu falo mais sobre alguns hormônios e dou uma aula sobre emagrecimento em uma apresentação minha. É só ver aqui: Clique aqui!

Um grande abraço, espero que você tenha um dia incrível.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha com a imagem abaixo * TimLimite de tentativas alcançadas