Sibutramina Faz Mal? Emagrece Mesmo? Nutricionista Responde Agora

Não tome sibutramina antes de ler esse artigo! Nutricionista cria guia pratico e gratuito para responder: tomar sibutramina faz mal? Emagrece mesmo? quais são os efeitos colaterais?

Vários são os medicamentos que hoje são prescritos e comercializados com a promessa de emagrecimento e entre eles está a sibutramina. Esses medicamentos podem até promover alguma perda de peso, porém, também podem trazer alguns perigos e consequências para a saúde.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre a sibutramina. Saiba se esse medicamento realmente ajuda a emagrecer e quais efeitos pode trazer para a saúde.

Veja abaixo o que você aprender nesse artigo e no final tire as suas conclusões se a sibutramina faz mal e se vale a pena tomar.

Sibutramina faz mal? Emagrece Mesmo?
Sibutramina faz mal? Emagrece Mesmo?

O que é Sibutramina?

Antes de te contar se a sibutramina faz mal, vou explicar o que é e para que serve esse remédio.

Esse medicamento é muito utilizado com o objetivo de tratar a obesidade, ou seja, é utilizado para promover o emagrecimento.

Assim como os demais medicamentos para emagrecer conhecidos como anorexígenos, a justificativa para o emagrecimento com o uso da sibutramina é de que esse medicamento causa a sensação de saciedade, por isso acaba facilitando a perda de peso.

A sibutramina foi inicialmente criada como um antidepressivo. Porém, através de testes clínicos, observou-se que esse medicamento induzia a redução do apetite.

Para que serve Sibutramina?

A sibutramina é indicada por médicos para o tratamento da obesidade em pessoas que apresentam IMC (índice de massa corporal) elevado que estejam acima de 30kg/m2, ou seja, para os casos de obesidade graus 1, 2 e 3.

Esse medicamento também pode ser indicado para pessoas com sobrepeso que apresentam risco para obesidade e outras doenças como hipertensão, diabetes e alteração do colesterol.

A sibutramina faz mal? Realmente emagrece?

A sibutramina pode realmente favorecer o emagrecimento, pois esse medicamento age como um supressor do apetite. Isso ocorre porque ele age diretamente no sistema nervoso central, especificamente sobre os neurotransmissores serotonina, dopamina e noradrenalina. Isso faz com que haja controle do apetite por causa da sensação de saciedade que esse medicamento causa, o que leva à menor ingestão alimentar e, consequentemente, à redução do peso.

Em outras palavras, a sibutramina faz você comer menos. Isso pode ser até prejudicial, pois enquanto se está tomando esse e outros medicamentos emagrecedores, o apetite fica sempre baixo levando a pessoa inclusive a ingerir quantidades de alimentos e energia bem abaixo da sua necessidade diária, o que não é saudável, podendo ser até perigoso para a saúde.

Sibutramina - Funciona?
Sibutramina – Funciona?

Apesar de favorecer a perda de peso, a sibutramina pode ajudar a emagrecer apenas por um período. Quando não há um processo de reeducação alimentar durante a fase do emagrecimento, a pessoa não aprende a se alimentar de forma correta e, com o término do uso do medicamento, continua a se alimentar de forma errada. Isso leva, inevitavelmente, ao ganho do peso perdido e, às vezes, até um peso maior do que a pessoa tinha antes de emagrecer. Esse é o famoso efeito sanfona, ou seja, quando há perda de peso e recuperação do peso perdido.

Esse ganho de peso após o processo de emagrecimento ocorre não somente com o uso da sibutramina, mas também de outros medicamentos que prometem a perda de peso. Também ocorre com as dietas muito restritivas em calorias, onde não há uma reeducação alimentar para que haja uma verdadeira mudança dos hábitos alimentares saudáveis a fim de que ocorra perda de peso de forma eficaz e duradoura.

Os profissionais da saúde que recomendam o uso da sibutramina também recomendam realizar uma alimentação saudável e a prática de atividade física. Daí já podemos concluir que a sibutramina sozinha não realiza nenhum emagrecimento se não houver uma alimentação saudável e exercícios físicos.

É preciso saber que se você seguir uma alimentação saudável e em quantidades balanceadas de acordo com as suas necessidades nutricionais e também praticar atividade física regular, principalmente atividades que proporcionam maior queima calórica como as atividades aeróbicas (caminhada, corrida, dança, natação, pedalar, entre outras), você já consegue emagrecer de forma satisfatória.

Agora que sabemos que apenas a alimentação adequada junto com a atividade física regular podem proporcionar o emagrecimento de forma saudável, por que ainda há prescrições e vendas da sibutramina e outros medicamentos para o emagrecimento? O que acontece é que a indústria farmacêutica faz propagandas de emagrecimento rápido e milagroso através desse medicamento induzindo a sua venda. Além disso, há acordos com médicos para que prescrevam esses medicamentos já que os médicos saem lucrando junto à indústria farmacêutica.

bannerPortal

Ainda, boa parte das pessoas que desejam emagrecer, muitos até longe de estarem dentro da obesidade grau 1 em diante, querem um emagrecimento rápido e milagroso e não querem ter o trabalho de passarem por todo um processo verdadeiro de emagrecimento que pode acabar sendo um pouco mais demorado. Porém, como vimos, a sibutramina, assim como outros medicamentos anorexígenos, promovem apenas um emagrecimento passageiro e, de um jeito ou de outro, acaba se tornando um processo demorado, pois se houver retorno do peso perdido, demandará mais tempo para reiniciar o processo de emagrecimento. Por isso, o emagrecimento saudável com alimentação e atividade física se torna mais vantajoso, pois além da perda de peso, haverá mudanças para hábitos saudáveis ao longo de toda a vida.

Sibutramina faz mal? Efeitos colaterais

O uso da sibutramina pode trazer alguns efeitos colaterais que geralmente aparecem no início do seu uso, isto é, nas primeiras semanas. Esses efeitos são semelhantes aos efeitos adversos causados pelos medicamentos antidepressivos, pois ambos agem diretamente no sistema nervoso central. Veja abaixo como a sibutramina faz mal e o que causa nas pessoas.

Sibutramina Faz Mal - Efeitos colaterais
Sibutramina Faz Mal – Efeitos colaterais

Esses efeitos adversos podem variar de pessoa para pessoa e alguns deles são:

  • Aumento dos batimentos cardíacos
  • Aumento da pressão arterial
  • Dificuldades para dormir
  • Dores de cabeça
  • Náuseas
  • Tonturas
  • Alteração do funcionamento do intestino
  • Problemas e dores estomacais
  • Secura na boca
  • Alteração do paladar
  • Aumento de cólicas menstruais
  • Alterações na visão
  • Sudorese

Proibição x Liberação

A sibutramina já foi alvo de muitas controversas. Há alguns anos atrás, a venda desse medicamento no Brasil havia sido proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA, assim como em outros países já havia essa proibição como os Estados Unidos e alguns países da Europa.

A justificativa para a proibição desse medicamento e também de outros, era de que, além de ter baixa eficiência na perda de peso e na manutenção dessa perda, a sibutramina também poderia causar sérios efeitos colaterais, principalmente alterações cardiovasculares como o acidente vascular cerebral (AVC), além de complicações pulmonares e alterações no sistema nervoso central.

Diante de divergências, hoje a comercialização da sibutramina está liberada pela ANVISA, porém, diante de um rígido controle de fabricação, prescrição médica, venda e monitoração dos efeitos colaterais que esse medicamento possa causar.

Em relação aos possíveis efeitos colaterais que a sibutramina possa causar, os médicos são obrigados a informar sobre esses efeitos adversos aos pacientes.

Recomendações

A sibutramina só pode ser comprado com receita médica. Apresenta-se através de vários nomes comerciais, vários preços e na forma de cápsulas. Porém, muitos são os que compram de forma irregular, ou seja, sem indicação médica através de vendas clandestinas, principalmente pela internet. Com isso, infelizmente o que pode acontecer com o uso indiscriminado desse e de outros medicamentos para emagrecer são prejuízos para a saúde, às vezes até irreversíveis. Por isso, nunca se automedique, principalmente com medicamentos mais fortes como a sibutramina e tantos outros.

O uso desse medicamento apresenta algumas restrições. Se você apresenta qualquer tipo de problema de saúde, deve informar ao médico. Pessoas que apresentam problemas cardíacos, hipertensos descontrolados, gestantes e lactantes, histórico de distúrbios alimentares como anorexia e bulimia e quem faz uso de alguns medicamentos como antidepressivos e descongestionantes nasais, por exemplo, não podem utilizar a sibutramina.

Sibutramina - Recomendações
Sibutramina – Recomendações

Lembramos que todas essas informações são para esclarecimento ao leitor. Não recomendamos qualquer uso de medicamento para emagrecer. É comprovado que, mesmo pessoas que apresentam peso bastante elevado, podem conseguir emagrecer através de uma alimentação adequada e da prática de atividade física, acompanhados durante todo o processo de emagrecimento por profissionais como médico, nutricionista e educador físico.

Por isso, se você deseja emagrecer sem utilizar qualquer tipo de medicamento saiba que é totalmente possível.

Como emagrecer de forma saudável?

Emagrecer de forma saudável não é algo difícil como muitos pensam. É uma tarefa que, claro, requer planejamento e acompanhamento profissional, principalmente de um nutricionista e de um educador físico para que possam cuidar da alimentação e da implementação da atividade física, respectivamente.

A mudança dos hábitos alimentares para uma alimentação saudável é o primeiro fator a ser considerado no processo do emagrecimento, porque ela não só promove a perda de peso, mas também a manutenção dessa perda evitando, assim, o efeito sanfona.

A realização de uma alimentação adequada, bem como a prática da atividade física regular, acaba sendo uma mudança para a vida toda, não apenas para perder peso, mas também para garantir mais saúde e qualidade de vida.

Por isso, a alimentação saudável inclui, principalmente, os alimentos naturais, de preferência orgânicos, pois são livres de agrotóxicos e toxinas que podem fazer mal para a saúde. Os alimentos naturais são ricos em nutrientes dos quais o organismo necessita para manter o seu bom funcionamento.

A alimentação saudável inclui todos os grupos alimentares recomendados na pirâmide alimentar. São eles:

  • Leguminosas cujo principal representante é o feijão;
  • Frutas, verduras e legumes;
  • Leite e derivados, dando preferência aos pobres em gordura;
  • Carne vermelha, aves, peixes e ovos;
  • Gorduras boas como o azeite.

bannerPortal

Sempre dê preferência ás versões mais saudáveis desses alimentos, como vimos. Prefira os carboidratos integrais, carnes pobres em gordura, leite e derivados pobres em gordura e gorduras mais saudáveis como o azeite, por exemplo.

A alimentação saudável também deve ser balanceada não só em qualidade, mas em termos de quantidade também para fornecer a quantidade de energia e nutrientes que o organismo precisa.

Além disso, você deve evitar o consumo de “alimentos” industrializados, que nada mais são do que produtos elaborados para supostamente dar mais praticidade no dia a dia. O problema é que esses produtos industrializados carregam consigo altas quantidades de aditivos químicos como conservantes, corantes, aromatizantes, entre outros, muitos deles artificiais, que podem causar alguns prejuízos para a saúde, sem falar na alta quantidade de açúcares, sal e gorduras que esses produtos alimentícios contêm. Por isso, devem ser evitados ao máximo em uma alimentação saudável dando sempre preferência aos alimentos naturais.

Seguindo todas essas orientações e com a ajuda dos profissionais recomendados, além de evitar as famosas dietas “milagrosas” que são as dietas restritivas em calorias e até em nutrientes, você conseguirá emagrecer de forma satisfatória sem a ajuda de nenhum tipo de medicamento.

Resumo – Sibutramina faz mal? Funciona?

Como vimos, a sibutramina é um medicamento indicado para o tratamento de casos de obesidade. Seu uso ainda é muito controverso tendo em vista diversos efeitos colaterais, uns até graves, que podem causar no organismo.

A sibutramina pode até ajudar o corpo a emagrecer já que atinge diretamente o sistema nervoso central causando a supressão do apetite e mantendo a ingestão alimentar mais controlada, porém, esse emagrecimento é apenas temporário. Isso porque, quando a pessoa que está em tratamento com medicamentos emagrecedores, ela não passa por um processo de reeducação dos hábitos alimentares fazendo com que essa perda de peso não se torne duradoura. Assim, o corpo volte a ganhar peso após o término do tratamento. Isso é o que se chama de efeito sanfona.

Além disso, a sibutramina, assim como outros medicamentos emagrecedores, causam muitos efeitos adversos no organismo e muitos deles são até perigosos como as alterações cardiovasculares.

O correto, então, para que ocorra um emagrecimento eficaz e duradouro, é uma verdadeira mudança de hábitos de vida, ou seja, a inclusão de uma alimentação saudável e a prática de atividade física regular, além do abandono de substância que causam mal à saúde como álcool, cigarro e outras.

Para que você passe por todo esse processo, você precisa do acompanhamento de profissionais como o nutricionista que cuidará da sua alimentação e de um educador físico para orientar sobre a atividade física, além de um acompanhamento médico para que este profissional verifique as suas condições clínicas.

Todas essas mudanças saudáveis de estilo de vida não causam nenhum efeito colateral no organismo, ao contrário, além de proporcionarem o emagrecimento, também garantem mais qualidade de vida, prevenção de doenças e longevidade.

Nutricionista Samara da Silva.

Posts relacionados à Sibutramina faz mal? Emagrece mesmo?:

bannerPortal

Gostou do conteúdo? Agora, na sua opinião, a Sibutramina faz mal à saúde? Vale a pena tomar? Deixe um comentário sobre o que você achou desse artigo.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *