Enxaqueca – Veja Agora a Alimentação Recomendada, Causas e Sintomas

Psicóloga publica guia completo e gratuito sobre enxaqueca, veja as Causas, sintomas, tratamentos e a terrível relação com a obesidade.

Olá, no artigo de hoje vamos falar sobre a enxaqueca. Você sabia que existem mais de 200 tipos de dor de cabeça? E que estudos recentes mostram que esse problema tem relação com a obesidade? E que tem diferença entre enxaqueca e dor de cabeça? E sim você pode saber quais os sintomas desse problema. E também você poderá identificar neste artigo alguns fatores que podem desencadear o problema  e alguns tratamentos naturais também.

Neste artigo vamos apresentar os seguintes tópicos:

Enxaqueca - O que é

O Que é Enxaqueca?

Enxaqueca é um dos tipos de cefaleia (dor de cabeça) e é uma doença crônica que contém um conjunto de sintomas que atrapalham diversos aspectos da vida como a área ocupacional e social.

Essa dor de cabeça se caracteriza por uma dor pulsátil em um dos lados da cabeça (às vezes nos dois lados) geralmente é acompanhada por outros sintomas como fotofobia, fonofobia, náuseas e vômitos.

A crise de enxaqueca pode variar entre 4 horas a 72 horas, e ela pode ser mais curta em crianças.

Essa cefalia é um problema de saúde sério e que acomete mais de 30 milhões de brasileiros. Segundo dados do Ministério da Saúde, de 5% a 25% das mulheres e 2% a 10% dos homens têm enxaqueca.

Essa cefaleia é predominante em pessoas com idades entre 25 e 45 anos. A doença ocorre em 3% a 10% das crianças, acometendo ambos os gêneros antes da puberdade, após essa fase o predomínio da doença é feminino.

Quais São os Tipos de Enxaqueca?

Você sabia que enxaqueca e dor de cabeça são diferentes? A enxaqueca é uma versão mais intensa da dor de cabeça, ocorre uma dor pulsante que pode focar em um lado da cabeça ou nos dois lados e apresenta outros sintomas em conjunto enquanto a dor de cabeça é caracterizada por uma sensação de peso que acomete toda a região.

Os tipos de enxaqueca são:

  • Enxaqueca com aura: A aura é um fenômeno neurológico que pode ser sentido antes ou durante a crise. É uma serie de sintomas sensoriais na visão, audição no tato e na capacidade motora.

É normal que essas alterações façam a pessoa sentir náuseas antes mesmo da crise.

  • Enxaqueca sem aura: É quando a cefaleia chega sem a sensação dos sintomas relacionados à aura.
  • Enxaqueca basilar: Ela se caracteriza por disfunções diretas do tronco cerebral. Isso significa que ações motoras, a visão, a fala e a própria capacidade de localização são afetadas.
  • Enxaqueca oftálmica: Esse tipo de cefaleia está associado diretamente a questões ligadas aos olhos.
  • Estado enxaquecoso: Este estado pode estar ligado a outros tipos de enxaqueca e ocorre quando a fase da cefaleia intensa persiste por 72 horas subsequentes.
  • Enxaqueca Menstrual: Nesse caso o problema tem como causa principal as mudanças hormonais características do ciclo menstrual feminino.

Quais São os Sintomas da Enxaqueca?

Existem diversos sintomas da enxaqueca além da dor de cabeça. Abaixo vou compartilhar com você alguns desses sintomas:

  • Dor de cabeça. A dor da enxaqueca pode ser em qualquer lugar da cabeça como: Testa (região frontal); Olhos (região orgital); Têmporas (região temporal); Lado da cabeça (região parietal); Topo da cabeça (vértex); O rosto e área dos seios da face e Dentes.

Vale ressaltar que não é necessário sentir dor em todas essas regiões da cabeça ao mesmo tempo para se tratar desse problema. A dor pode se localizar em uma dessas regiões.

A dor da cabeça na crise de enxaqueca pode ser uma dor de latejamento, pontada, aperto ou pressão para fora (sensação que a cabeça vai explodir).

Outros sintomas da enxaqueca são:

  • Náuseas (enjoo);
  • Vômitos;
  • Sensibilidade à luz (fotofobia);
  • Sensibilidade a barulhos (hiperacusia);
  • Sensibilidade ao movimento do corpo ou do ambiente;
  • Sensibilidade a cheiros (osmofobia);
  • Fadiga
  • Mudança de apetite;
  • Irritabilidade;
  • Falta de concentração;
  • Tonturas como se fosse labirintite;
  • Obstrução nasal;
  • Coriza (nariz escorrendo)
  • Tensão nos músculos e da nuca e dos ombros;
  • Diarreia;
  • Diurese (vontade frequente de urinar)
  • Visão embaçada;
  • Visão dupla;
  • Formigamentos na face e corpo;
  • Alterações da pressão arterial;
  • Alterações da temperatura do corpo;
  • Sudorese;
  • Letargia (moleza);
  • Sensação de ouvidos tampados;
  • Sensação da cabeça pesada ou leve;
  • Diminuição da força muscular.

Enxaqueca - Sintomas

Uma pessoa não precisa ter todos esses sintomas para ser diagnosticado com esse problema de dor de cabeça. Entretanto alguns desses sintomas são comuns na maioria das pessoas que têm enxaqueca.

Como é Realizado o Diagnóstico da Enxaqueca?

Você sabia que não existem exames para o diagnóstico da enxaqueca? Pois é, não existe um exame específico para saber se uma pessoa tem essa cefaleia, porém o médico chega ao diagnóstico através de uma “investigação”.

A confirmação se um paciente sofre de enxaqueca é realizada pelo médico após o exame clínico, onde é de fundamental importância que a pessoa relate com fidelidade como é a dor, como as crises acontecem, se há outros sintomas e se existe outras pessoas da família que sofrem ou já sofreram com esse problema.

Na maioria das vezes o médico irá pedir exames laboratoriais, porém com a intenção de descartar outras possíveis condições que possam levar a crise de enxaqueca.

Os médicos seguem as diretrizes globais da Sociedade Internacional de Cefaleias (“Headache International Society”), cuja orientação é de que os pacientes apresentem ao menos cinco crises com determinadas características para serem diagnosticados com enxaqueca. Essas características são:

  • Crise de cefaleia durando de 4 horas a 72 horas;
  • Cefaleia unilateral e/ou pulsátil;
  • Dor moderada a intensa;
  • Impossibilidade de praticar atividades físicas rotineiras durante a crise (caminhar, subir escadas, arrumar objetos)
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Fotofobia e intolerância a barulhos (pelo menos um desses sintomas);

E ausência de qualquer diagnóstico que provoque a cefaleia.

Com o diagnóstico fechado, o médio irá prescrever as medicações adequadas, terapias de apoio, além de realizar orientações com o paciente.

Quais São as Causas da Enxaqueca?

A causa da enxaqueca é um desequilíbrio neuroquímico. Neurotransmissores e neuropeptídios como a serotonina são substâncias que o cérebro fabrica, onde a função é transmitir informações entre os neurônios. Os neurotransmissores são responsáveis, entre outras coisas, por nossas sensações, inclusive de dor.

Nessa cefaleia, quando esse desequilíbrio neuroquímico é instalado, a pessoa fica vulnerável a apresentar a dor de cabeça e os demais sintomas, mediante uma serie de gatilhos (fatores desencadeantes).

Abaixo vou compartilhar alguns gatilhos que podem desencadear esse problema:

  • Pular as refeições principais. O correto é realizar as três refeições principais café da manhã, almoço e jantar. Além de não pular refeições é importante comer no mesmo horário, a fim de criar uma regulação crono-biológica.
  • Prender o cabelo de forma apertada. Se você tiver propensão a dores de cabeça é importante não prender o cabelo muito apertado.
  • Cheiros fortes. Cheiros como perfumes e flores podem ser um gatilho para desencadear a enxaqueca.
  • Bebida alcoólica.
  • Mudanças de temperatura também podem ser a causa de um mal-estar. Se um calor repentino lhe causar dor de cabeça é importante ingerir bastante liquido e ficar em ambientes frescos.
  • Óculos com grau errado.
  • O ranger de dentes é uma causa comum da enxaqueca, é importante procurar um dentista nessas situações.
  • Excesso ou falta de sono.
  • O estresse é algo comum do nosso dia a dia, por isso é importante estabelecer um tempo para o seu lazer e também para cuidar de você mesmo.

Vale ressaltar que é importante EVITAR a automedicação, pois se o seu problema for enxaqueca o uso descontrolado de analgésicos só irar piorar a sua condição.

Relação Obesidade x Enxaqueca.

Um estudo recente realizado pela universidade Johns Hopkings (EUA), descobriu que essa cefaleia tem relação com o peso de cada pessoa, pois pessoas quem são obesas ou de baixo peso são mais propensas a desencadear uma crise de enxaqueca.

Segundo o estudo a enxaqueca é mais comum em mulheres de idade fértil e que estejam fora do peso ideal. Mulheres abaixo do peso tem 13% mais chances de sofrer com esse problema e mulheres obesas são 27% mais propensas a sofrer com essa dor de cabeça.

E o motivo está na gordura ou na falta de gordura no organismo, pois o tecido gorduroso não é somente um tecido que acumula gordura, ele também produz algumas substâncias que podem ser importantes para o controle da dor, então uma pessoa que tem uma desregulação nesse tecido por falta ou por excesso também tem uma desregulação nesses hormônios que predispõe a dor de cabeça.

Estar no peso ideal não irá acabar com a enxaqueca, mas irá diminuir as crises dela, causando assim uma melhor qualidade de vida.

bannerPortal

Tratamentos naturais para aliviar/ melhorar enxaqueca.

O tratamento da enxaqueca é feito por meio do uso de medicamentos contra dor, porém medicamentos preventivos e para alívio da dor podem sim ajudar a controlar o problema. Por isso é muito importante PREVENIR, a fim de evitar que as crises apareçam.

Abaixo vou compartilhar alguns dos tratamentos naturais para aliviar/ melhorar esse problema:

  • Exercícios físicos. Eles são importantes no tratamento, pois fazem com que o corpo produza endorfina e serotonina, hormônios que tornam o cérebro mais resistente à dor.
  • Higiene do sono. Pode regular no tratamento. Dormir bem, conseguir aprofundar o sono, evitar pensamentos excessivos e preocupações antes de dormir.
  • Manejo do estresse e Relaxamentos. Aprender a relaxar, meditar, controlar a irritabilidade pode ajudar muito.
  • Acupuntura, pode ser realizada no tratamento.
  • Evitar os desencadeantes. É interessante ter um diário ou um caderno, onde você possa anotar e observar os fatores que desencadearam a enxaqueca.
  • Vitaminas e Fitoterápicos. A vitamina B2, riboflavina, o magnésio, coenzima e fitoterápicos podem ter resultados benéficos no tratamento.

Alimentação Para Enxaqueca: O que Evitar e o que Comer para Melhorar?

Todos nós sabemos que somos o que comemos por isso aquela dor de cabeça frequente no dia a dia pode ser resultado da sua dieta.

Enxaqueca - Alimentação

A depender do alimento, ele pode evitar cefaleias ou desencadeá-las. Lembrando que pode variar de pessoas para pessoa. E também depende de quanto você come, por quanto tempo e como o seu corpo reage à comida. Por exemplo, se uma pessoa come chocolate em um dia e a dor aparece somente no outro dia, não quer dizer que o motivo foi o consumo deste chocolate. Porém se a mesma situação se repetir frequentemente pode ter uma relação sim.

Quais os alimentos que causam a enxaqueca?

  • Queijos, chocolate, cerveja e vinho. A amina nesses alimentos altera a calibração e a dilatação dos vasos sanguíneos e contribui para a dor de cabeça.
  • Café, chás pretos e refrigerante. Possuem cafeína, que eleva a pressão arterial por meio da contração dos vasos sanguíneos.
  • Bebidas alcoólicas no geral. Elas têm histamina e tiramina que podem desencadear ou piorar a dor de cabeça.
  • Manteiga, carnes gordas, frituras, doces, requeijão, leite integral e derivados. Lípideos nesses alimentos têm proteínas alergênicas que causam dor de cabeça.
  • Salame, presunto, camarão e salsicha. Esses alimentos contem nitratos e nitritos que alteram calibração e dilatação dos vasos sanguíneos e pioram a dor de cabeça.

E quais são os alimentos que evitam a dor de cabeça?

  • Verduras, feijão, ovos, carnes, aves e pescados. Esses alimentos contém triptofano, um aminoácido que age como neurotransmissor responsável pela a sensação de bem estar.
  • Vegetais folhosos, nozes, aveia e derivados. Esses alimentos contém magnésio, eles reduzem o espasmo dos vasos arteriais e relaxam musculatura tensionada.
  • Cenoura, gengibre, maçã e kiwi. Esses alimentos são antioxidantes que contribuem no bloqueio de substâncias que causam inflamações no corpo.
  • Chá de camomila americano (feverfew) e de gengibre. Esses dois chás ajudam no combate da dor, principalmente no momento de crise.
  • Linhaça, peixes e ovos. O Omega-3 desses alimentos é uma gordura “boa” e que possui ação anti-inflamatória.

A melhor forma de evitar uma crise de enxaqueca é através da prevenção. E acredito que após a leitura desse artigo você irá conseguir prevenir essas crises.

Psicóloga Simoni Parente.

Conteúdo Relacionado à Enxaqueca:

bannerPortal

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário logo abaixo me contando se você sofre com esse problema de dor de cabeça ou se conhece alguém que pode ser ajudado com esse artigo.

Referências

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha com a imagem abaixo * TimLimite de tentativas alcançadas