Aprenda 11 Simples Passos Para Controlar a Compulsão Alimentar

Sofre com compulsão alimentar? Psicóloga ensina como diferenciar a compulsão por comida da fome e como controlar esse mal em simples 11 passos.

Olá, no artigo de hoje vamos falar sobre a compulsão alimentar. Você sabia que essa compulsão é um transtorno mental? E que esse transtorno é chamado de Transtorno de Compulsão Alimentar e que existem alguns sintomas que podem ser identificados? E também no artigo de hoje você aprenderá algumas formas de controlar a compulsão alimentar.

Neste artigo vamos apresentar os seguintes tópicos sobre esse transtorno:

  • O que é?
  • Quais são os sintomas?
  • Quais os riscos?
  • Como controlar a compulsão alimentar?
Compulsão Alimentar- Como Controlar
Compulsão Alimentar- Como Controlar

O QUE É COMPULSÃO ALIMENTAR?

A compulsão alimentar é considerada um distúrbio alimentar chamado de Transtorno de Compulsão Alimentar, onde as características principais são episódios recorrentes de compulsão por comida, ou seja, uma grande ingestão de alimentos em um período determinado (de aproximadamente duas horas) e essa quantidade de alimento é definitivamente maior do que a maioria das pessoas consumiria em um mesmo período.

Essa ingestão alimentar ocorre mesmo sem a presença de fome ou necessidade física do alimento.  Em geral, a pessoa compulsiva perde o controle sobre o que está ingerindo e a quantidade.

A compulsão alimentar não se limita a um contexto, por exemplo, o indivíduo pode começar a comer compulsivamente em um restaurante e depois continuar a comer quando retorna a sua casa.

Pessoas com esse transtorno geralmente sentem vergonha de seus problemas alimentares e tentam ocultar os sintomas. A compulsão alimentar ocorre em segredo ou o mais discretamente possível. A causa mais comum dessa compulsão é o afeto negativo, outros gatilhos são estresses interpessoais, sentimentos negativos relacionados ao peso corporal, a forma do corpo, aos alimentos e ao tédio também.

A causa do transtorno de compulsão alimentar inclui fatores como aspectos psicológicos, biológicos genéticos e comportamentais. Existem alguns problemas que podem favorecer esse problema, são eles:

  • Dieta realizada de forma errada, especialistas afirma que dietas muito rígidas deixam as pessoas deprimidas e privadas de diversos alimentos e que isso aumenta o desejo por comidas que elas não poderiam comer. Além disso, estudos apontam que as dietas rígidas levam ao impulso por comer.
  • Estresse, a compulsão alimentar pode ser uma forma da pessoa enfrentar o estresse através da comida.
  • Problemas com a imagem corporal, geralmente as pessoas com compulsão alimentar não gostam da sua aparência.
  • Aspectos emocionais graves, como problemáticas relacionadas a auto-imagem/autoestima e questões afetivas.

A comida pode ser reconfortante durante o episódio de compulsão alimentar, porém depois vem o arrependimento. E assim vira um ciclo vicioso, onde a pessoa come para se sentir melhor, posteriormente vem o arrependimento e depois disso voltam a comer para sentirem o alivio.

QUAIS OS SINTOMAS DA COMPULSÃO ALIMENTAR?

Todo mundo tem um momento em que exagera na comida, não é mesmo? Seja no final de ano ou em alguma festa, enfim comer demais de forma esporádica é considerado normal. Porém, o comer demais se torna um transtorno quando se torna um hábito e foge do controle.

Quando a pessoa passa a se alimentar com maior freqüência do que o necessário, mesmo não sentindo fome, é necessário ficar em alerta. Abaixo vou compartilhar com vocês os sintomas da compulsão alimentar:

  • Ingestão da comida em um período determinado (exemplo: comer dentro de cada período de duas horas);
  • Ingerir uma quantidade de alimento maior do que a maioria das pessoas consumiria;
  • Sensação de falta de controle sobre a ingestão durante o episódio (sentimento de não conseguir parar de comer ou controlar o que e o quanto se está ingerindo)
  • Apresentar dificuldade para parar de comer;
  • Comer mais rapidamente do que o normal;
  • Comer até se sentir desconfortavelmente cheio;
  • Comer grandes quantidades de alimento na ausência da sensação física de fome;
  • Comer sozinho por vergonha do quanto se está comendo;
  • Sentir-se insatisfeito com si mesmo, deprimido ou muito culpado em seguida;
  • Comer alimentos estranhos, como arroz cru, pote de manteiga entre outros;

Pessoas com compulsão alimentar podem realizar os seguintes comentários:

  • “Eu não consigo me controlar”
  • “Estou com vergonha de mim mesmo por fazer isso, sei que é errado, mas continuo comendo.”
  • “Vou sempre para a geladeira em busca de algo.”

Pessoas com compulsão alimentar apresentam sofrimento marcante em virtude do distúrbio.

Os episódios de compulsão alimentar ocorrem em média, ao menos uma vez por semana durante três meses. E o transtorno não está associado ao uso recorrente de comportamento compensatório inapropriado como na bulimia nervosa.

bannerPortal

QUAIS SÃO OS RISCOS DA COMPULSÃO ALIMENTAR?

Os riscos da compulsão alimentar envolvem dificuldades físicas, sociais e emocionais. O transtorno está associado a uma gama de consequenciais funcionais, incluindo problemas como:

  • Doenças cardiovasculares;
  • Níveis elevados de colesterol;
  • Diabetes;
  • Doença da vesícula biliar;
  • Fadiga;
  • Hipertensão;
  • Dores nas articulações;
  • Dificuldades gastrointestinais (refluxo)
  • Insônia ou apneia do sono;
  • Problemas no desempenho dos papéis sociais;
  • Prejuízo da qualidade de vida e satisfação com a vida relacionada à saúde;
  • Isolamento social
  • Depressão e/ou ansiedade;

O transtorno de compulsão alimentar pode estar associado também a um risco maior de ganho de peso e desenvolvimento da obesidade.

E os fatores de riscos da compulsão alimentar são:

  • Histórico familiar: Você tem mais probabilidade de desenvolver o transtorno se alguém da sua família (pai, mãe, irmãos) teve algum distúrbio alimentar.
  • Questões psicológicas: A grande maioria das pessoas que sofre com a compulsão alimentar apresenta baixa autoestima, uma visão distorcida em relação a sua aparência, e alguns gatilhos para a compulsão alimentar pode incluir o estresse e o tédio.
  • Dieta: Dietas restritivas podem desencadear um impulso de comer mais no dia seguinte.

COMO CONTROLAR A COMPULSÃO ALIMENTAR?

Como vimos anteriormente a compulsão alimentar é uma forma que usamos para fugirmos de algo que está nos incomodando, comemos como forma de recompensa, seja porque tivemos um dia difícil, estressante, ou para preencher algum vazio dentro de nós…enfim, podemos usar a comida como inúmeras formas de fuga. Mas também podemos nos livrar desse transtorno…

Compulsão Alimentar - Excessos
Compulsão Alimentar – Excessos

Abaixo vou compartilhar com vocês algumas formas para controlar a compulsão alimentar:

  • Pratique exercícios físicos. Realize aproximadamente 40 minutos de alguma atividade física diária, pois esse tempo já é o suficiente para liberar a serotonina, que é um neurotransmissor que regula o sono, humor e apetite. Ela garante a disposição e a sensação de bem estar.
  • Beba água. Nosso cérebro costuma confundir fome com sede, isso acontece devido que a área responsável por esse estímulo é a mesma dentro do nosso cérebro. Por isso tenha sempre uma garrafinha de água por perto todos os dias.
  • Organize a geladeira. Ter em casa alimentos saudáveis, evita a vontade de comer besteiras.
  • Um dos fatores da compulsão alimentar é a ansiedade, por isso a meditação é uma pratica bem eficaz. Meditar é acalmar a mente e focá-la no presente.
  • Faça um planejamento. Crie uma rotina alimentar, faça um roteiro das suas refeições. Alimente-se de 3 em 3 horas para evitar que a fome o faça comer muito.
  • Escove os dentes. Após as refeições escove os dentes, é uma forma de cortar a gula de forma inconsciente.
  • Tenha um objetivo. Comprometer-se com uma meta ajuda a evitar as escorregadas. Foque no seu objetivo final
  • Coma devagar. Mastigar com calma, aproveitando ao máximo o sabor do alimento traz a sensação de saciedade. Quando comemos rápido o organismo demora a avisar que já está satisfeito fazendo você comer mais.
  • Coma frutas.
  • Equilibre o corpo e a mente. Pense o que te levou a comer de forma excessiva e o que você deseja para a sua vida, se for mais fácil escreva em um papel os seus pensamentos e conclusões.
  • A respiração é muito importante para controlar as emoções negativas. Quando você estiver em algum momento de confusão, ou vontade incontrolável de comer….Respire fundo e pense os motivos desses sentimentos e vontades.

9 Perguntas para identificarmos se estamos com fome ou com vontade de atacar a geladeira

Fome x Compulsão Alimentar
Fome x Compulsão Alimentar
  1. Estou com fome física?
  2. Estou pensando em comer uma porção individual do alimento ou preciso de mais?
  3. Eu consigo dizer não à minha vontade de comer?
  4. Estou sentindo excitação ou ansiedade em pensar no que eu vou comer?
  5. Estou me sentindo culpada ou sei que me sentirei culpada depois?
  6. Eu ficaria envergonhada se alguém me visse comendo?
  7. Eu contaria para alguém o que estou prestes a comer?
  8. Prefiro comer isso sozinha ou acompanhada?
  9. Preciso esconder as embalagens de alguém?

 Após responder essas perguntas você conseguirá enxergar se você realmente está com fome, ou com apenas vontade de comer.

Vale ressaltar que as dicas que compartilhei com vocês são para controlar a compulsão alimentar, porém é muito importante informar que o tratamento para o transtorno de compulsão alimentar consiste em uma equipe multidisciplinar com profissionais da saúde, como médicos, nutricionistas e psicólogos.

Se você se identificou com esse artigo e não consegue de jeito nenhum controlar a sua vontade de comer, procure a ajuda de um profissional.

Gostou do conteúdo sobre compulsão alimentar? Se você conhece alguém que possa ter esse transtorno, compartilhe esse conteúdo com ela e deixe um comentário aqui embaixo  com a sua opinião sobre o assunto e me conta se você come ou já comeu mesmo sem estar com fome e depois se arrependeu. Vou ficar muito feliz em te ajudar de alguma maneira. 🙂

Psicóloga Simoni Parente.

Conteúdo Relacionado à Como Controlar a Compulsão Alimentar:

bannerPortal

Referências

DSM V – Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais

https://www.vittude.com/blog/compulsao-alimentar/

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/compulsao-alimentar

http://dicasparaemagreceredietas.com/compulsao-alimentar/

http://blogdamimis.com.br/2016/04/18/eu-so-penso-em-comida-dicas-para-diminuir-a-compulsao-alimentar/

https://www.brigadeirodealface.com/?offset=1492425068660

Comentários

Comentários

1 Comentário


  1. No meu caso é a bulimia nem sei como começou isso sofro demais uns dias bons outros ñ ,deve ser quando tô mais no período de stess preocupada como trato isso acho que começou quando emagrecia rápido demais mas logo engordei assim sendo fazer dietas bruscas nossa um caus .Pode me orientar por favor tenho até medo de continuar com isso. OBRIGADA

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha com a imagem abaixo * TimLimite de tentativas alcançadas