Como Aumentar a Autoestima

Alguma vez durante a sua vida você se pegou com um sentimento de derrota ou fracasso? Sem nenhuma vontade de realizar aquilo que você se propôs ou sabe que precisa fazer, como por exemplo, praticar atividade física ou mudar os seus hábitos alimentares? Se a sua resposta for sim, pode ser que você esteja com baixa autoestima. A nossa autoestima nada mais é do que a opinião e o sentimento que nós temos de nós mesmos. É a capacidade de gostar, respeitar e confiar em si mesmo.

A questão é que por adventos da vida podemos criar imagens erradas e confusas de nós mesmos por conta dos problemas que nos aparecem e que muitas vezes não sabemos como lidar ou como resolvê-los.

CRENÇA DA BAIXA AUTOESTIMA.

Muitas pessoas acreditam que a autoestima se dá por fatores externos, como algo que temos ou deixamos de ter. A grande questão em jogo é que se a autoestima é a visão que nós temos de nós mesmos, é mais do que claro que ela pode ser melhorada, aumentada ou aperfeiçoada, e o melhor de tudo, com nossas próprias ações e decisões, onde o melhor caminho para uma autoestima saudável é o diálogo interno.

A autoestima surge da autoimagem que temos de nós, é algo que de forma positiva ou negativa construímos ao longo da vida. Quando se pretende construir uma autoestima sólida que se reflita em felicidade e paz para as nossas vidas, devemos voltar as nossas energias primeiramente ao nosso interior.

Tudo que acontece no decorrer da nossa vida, a nossa mente tende a ancorar pensamentos positivos ou negativos a cada acontecimento, onde cada posicionamento que tomamos passa a fazer parte de nós, atingindo diretamente a maneira como enxergamos as coisas, enfrentamos os nossos problemas ou nos relacionamos com as pessoas.

De acordo com o Dr. Miguel Lucas, psicólogo formado pelo Instituto Superior de Línguas e Administração em Leiria, Portugal diz que a autoestima é o quanto gostamos de nós mesmos e que o quanto gostamos de nós mesmos se reflete através do autodomínio. Ele diz que autodomínio é a habilidade que temos para nos conduzir a realmente fazer o que queremos fazer, estando diretamente ligado com a nossa autoconfiança e autodisciplina. Uma pessoa que se conhece e tem domínio sobre si mesmo, tem auto integridade e capacidade para se manter fiel as suas palavras e compromissos.

A cada momento que deixamos de ouvir o nosso interior e não fazemos algo que precisamos, ficamos susceptíveis a perdermos a confiança em nós mesmos e nas nossas habilidades como pessoa. Essa desleixa com o que queremos nos leva cada vez mais para baixo à medida que vamos criando mais objetivos e compromissos dos quais não cumprimos, caindo em um ciclo de procrastinação, podendo atingir outros aspectos da nossa vida que nem se quer tinha relação com o proposto inicial.

TRABALHANDO A AUTOESTIMA.

Uma forma muito simples de trabalharmos a nossa autoestima é através do impulso positivo. Quando realizamos algo com excito, por menor que seja a tarefa, nós vamos construindo uma energia positiva com o potencial de alimentar e nos energizar a realizar outras tarefas da nossa vida. Por exemplo, imagine que você precisa emagrecer, e você prepara uma deliciosa refeição saudável que te dá prazer em tê-la preparado e se alimentado, caso isso aconteça, será mais fácil para você psicologicamente, transitar para uma outra tarefa que precisa fazer, como por exemplo, deixar de comer um doce não programado na sua estratégia de emagrecimento.

Você terá construído o impulso positivo necessário para dar mais um passo adiante, levando-se a um ciclo que torna os seus afazeres a respeito daquele objetivo muito mais fácil e menos complexo em sua cabeça. Isso acontece devido ao sentimento de realização que você sentiu em seu primeiro momento, que foi o de ter preparado uma refeição saudável ao mesmo tempo que saborosa, retirando então da sua mente, a imagem por exemplo, de que uma refeição não pode ser saudável e gostosa ao mesmo tempo, abrindo a sua cabeça a novas possibilidades tornando a tarefa seguinte cada vez mais fácil de ser concretizado com sucesso.

Uma outra forma muito eficaz de entendermos essas questões pode ser através do exercício mental. O Dr. Miguel Lucas passa uma exemplificação onde ele diz o seguinte:

“Imagine que você tinha um assistente pessoal na sua vida. Que você lhe vai pedindo para executar algumas tarefas específicas, à medida que ele as for executando de forma correta e acertada, mais segurança você vai ter nele, mais confiante vai ficando nas suas capacidades e prontidão. Aos poucos, vai atribuindo tarefas mais importantes à medida que a confiança é reforçada. Você desenvolve um profundo sentido de confiança nessa pessoa e na sua responsabilidade perante as tarefas atribuídas. Você confia nele.

Inversamente, se o seu assistente pessoal adia aquilo que lhe pedia para fazer, com prejuízo para si, certamente iria perder a fé nas suas capacidades para seguir adiante. Você deixaria de confiar nele. Consequentemente deixaria de lhe atribuir algumas das tarefas consideradas importantes, e provavelmente iria ponderar o seu despedimento.

Agora, pense em si mesmo como sendo o seu próprio assistente. Quanto mais se apoiar através de ações, mais segurança e confiança irá estabelecer em si mesmo. Irá então, ter mais confiança na sua capacidade de assumir e executar mais tarefas. As pequenas vitórias de nós mesmos, afetam diretamente o quanto gostamos de nós mesmos. Cada vez que conseguimos concretizar, realizar e seguir em frente, essa experiência torna-se num bloco sólido de autoconfiança, promovendo a construção de uma imagem mais positiva de nós. ”

NÃO SABOTE A SUA AUTOESTIMA

É importante lembrar que nós não somos bons e tudo na vida e nem que tudo fluirá da maneira que desejamos, com isso, não se condene por cada acontecimento da sua vida. Caso tenha procrastinado sobre alguma coisa ou ação, mude os seus pensamentos e o seu foco para o presente e pense em porque você deixou de fazer aquilo e como poderia ter feito antes ou até mesmo de uma forma melhor.

Tente planejar aquilo que você precisa fazer. Por exemplo, se você precisa emagrecer é muito fácil você não seguir uma nova rotina mais saudável caso você não tenha um planejamento claro em sua mente, quando traçamos um objetivo sem um planejamento é possível que tendemos a desistir, pois mesmo com alguns pontos acertados nós não saberemos o que fazer de forma clara e objetiva.

Uma forma bem simples de fazer com que os seus esforços sejam bem aproveitados, é seguir um plano, pois assim a cada passo que você acertar, você saberá qual o próximo passo que te levará a uma evolução ainda maior. Anote quais são as dificuldades que você sente para ultrapassar cada obstáculo, pois sua mente estará se reforçando e de uma forma ou de outra ela encontrará a solução para cada problema que você esbarrou durante a caminhada , pois quando nós anotamos algo ao invés de só pensar sobre aquilo, a nossa mente tende a se prender a aquele acontecimento.

Além de pensar sobre o problema em questão, você precisa raciocinar sobre o mesmo, ancorando como algo de grande importância no seu subconsciente.

ANDE DEVAGAR, MAS ANDE SEMPRE.

É muito comum pessoas que desistem de querer emagrecer depois de um certo tempo de esforço. Isso pode acontecer por vários motivos, mas um dos principais é que as pessoas querem atingir objetivos extraordinários com pouco tempo de dedicação. Imagine que você está mudando de vida, se adaptando a uma nova rotina para atingir o seu peso ideal. É meio que fácil de perceber que as dificuldades aparecerão e que provavelmente você não atingirá o objetivo final em um único mês, ainda mais se tratando de saúde e emagrecimento.

Caso você crie objetivos muito além do que é possível para você, isso poderá se tornar um obstáculo muito grande funcionando como um reforço negativo para a sua mente, pois como você não emagreceu todos quilos no primeiro mês, você acha que não é possível. O ponto principal é que é sim muito possível emagrecer, a questão é que você precisa alinhar a sua capacidade com aquele objetivo que você precisa e quer atingir.

É muito mais fácil adaptar-se a uma rotina balanceada e tranquila na alimentação durante toda uma vida do que fazer esforços extremamente cansativos e incessantes durante 2 meses. Com isso você tem que traçar metas e objetivos de certa forma, mais fáceis e amenos de serem atingidos, para que você enxergue que é muito possível atingir os seus objetivos durante toda a sua trajetória até o sucesso.

CONSTRUA METAS CLARAS

E se eu dissesse para você que, simplesmente ter metas sobre um determinado objetivo, faz você aumentar em até 22% as chances de atingir esse objetivo? Quando temos um objetivo sem que seja traçado uma meta, a probabilidade de desistência é muito grande, pois você tem um ponto de chegada, mas não sabe qual é o caminho a ser feito até chegar a ele.

Um estudo de 2007 feito por Richard Wisemen envolvendo mais de 3000 pessoas para a Universidade de Bristol no Reino Unido, mostrou que por definir claramente as metas sobre determinado objetivo a chance do alcance dessa meta chega a ser 22% maior do que se você não tivesse estabelecido uma meta específica.

Outra conclusão do pesquisador é que você pode ter um aumento de até 10% maior no cumprimento de uma meta caso você se comprometa com outra pessoa. Isso está relacionado com o fato de que é mais difícil você desapontar as pessoas ao seu redor do que apenas você mesmo, te proporcionando uma maior força de vontade para atingir determinado objetivo.

Um outro estudo realizado em 1953 por pesquisadores da Universidade de Yale comprou algo ainda mais interessante. Os pesquisadores perguntaram para os alunos da Universidade quais deles tinham metas definidas e escritas sobre o seu futuro. E apenas 3% dos alunos o tinham feito.

O que é mais impressionante é que 20 anos depois os pesquisadores entrevistaram esses ex-alunos e constataram que os 3% não apenas estavam mais alegres, apaixonados e de bem com a vida do que o resto como também esses mesmos 3% valiam mais em termos financeiros do que os 97% restante juntos. Com isso, fica fácil perceber a importância de escrever as suas metas e deixar bem claras em sua mente, independente de qual seja o objetivo. =)

Espero que você além de aumentar a sua autoestima você também consiga atingir os seus objetivos no emagrecimento. Te espero no próximo artigo, um grande abraço, Gustavo Silva. =)